O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

domingo, 29 de julho de 2007

Reforma “liberalizante” na China: fachada fraudulenta


A tão trombeteada reforma constitucional da China comunista, para admitir a propriedade privada e os direitos humanos, não passa de tapeação. É o que se deduz das declarações de altos funcionários do regime marxista de Pequim. Eles afastaram a idéia de criar uma Corte Constitucional, ou órgão equivalente, que implemente ditas reformas.
O único órgão na China que poderia torná-las realidade seria o próprio Partido Comunista. Mas este não o fará, pois a maioria das queixas por violação dos direitos mais fundamentais são precisamente contra o Partido, segundo jurisconsulto de Pequim que não quis ser identificado.
Na China vermelha não há nem Judiciário independente nem separação de Poderes. Assim, o anúncio de tais reformas parece ser, sobretudo, manobra de guerra psicológica para iludir os inocentes-úteis e desmobilizar o Ocidente. E — é claro — atrair astronômicos investimentos econômicos, prolongando assim a existência do tirânico regime marxista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário