O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

sexta-feira, 25 de julho de 2008

China apronta fênix da contrafação

O Xiangfeng ou 'Vôo da Fênix' (nome técnico: ARJ21-700) no dia de seu lançamento em 2008
O Xiangfeng ou 'Voo da Fênix' (nome técnico: ARJ21-700) no dia do lançamento em 2008
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






A China anunciou que produzirá aviões comerciais de médio e grande porte.

O primeiro foi o Xiangfeng, i. é, Vôo da Fênix cujo nome técnico é ARJ21-700.

Essa fênix da contrafação visava abalar a liderança da brasileira Embraer e da Bombardier.

Mas apresentou inúmeros problemas que demoraram seu desenvolvimento, noticiou o jornal portenho "Clarín".

O primeiro voo comercial aconteceu a meados de 2016, oito anos depois da publicação original deste post. Em abril de 2017 só tinham sido produzidos meia dúzia de exemplares, segundo Wikipédia.

O próximo passo anunciado em 2008 seria um modelo de categoria superior que tentará passar por cima de Boeing e Airbus.

A China já fabricou o Shanghai Y-10, que era uma contrafação do Boeing 707.

O Shanghai Y-10, contrafação do Boeing 707 não foi muito mais longe da maquete
O Shanghai Y-10, contrafação do Boeing 707 não foi muito mais longe da maquete.
Não foi muito longe.

Depois lançou um clone do MD-80, há anos fora de série, ao qual foram acrescentados asas e aviônicas diferentes.

A Boeing, dona do modelo, podia ver paralisada sua produção se protestava, pois muitas peças de seus aviões são feitas na China, segundo www.aironline.com.

Todo mundo conhece a fórmula chinesa: baratinho-quebra-joga fora. Quem subiria tranquilo num avião desses?

Entretanto, grandes empresas europeias e americanas estão entrando no negócio.

Negócio suicida, onde do lado chinês vale de tudo: desde o dumping governamental, competência desleal e espionagem industrial, especialidades da casa, para rebaixar o Ocidente.


quarta-feira, 23 de julho de 2008

Consórcio governamental europeu colabora na repressão de TV chinesa independente

Sede da Eutelsat, pesadelo chinês
A NTD, única emissora de TV que informava livremente na China ficou proibida de transmitir no país … por uma operadora de satélites ocidental! A informação é do jornal parisiense “Le Monde”.

A NTD TV têm perto de cem milhões de telespectadores na Ásia e difundia o “rosto oculto” da China.

A empresa encarregada da repressão foi a Eutelsat, consórcio intergovernamental europeu com sede em Paris. A Eutelsat alegou “um acidente técnico irreversível” num satélite que tornava impossível usar qualquer outro dos numerosos satélites da empresa para a NTD.

Ninguém sério acreditou. Não é a primeira mexida de Pequim para silenciar a NTD via a Eutelsat. Anterior tentativa fracassou após mais de 250 parlamentares europeus assinarem um apelo à Eutelsat pedindo que respeitasse a liberdade de expressão.

Protesto ante sede de Eutelsat, Paris, pesadelo chinêsNesta ocasião, o deputado francês Lionnel Luca qualificou o regime socialista de Pequim de “regime a ser derrubado e intratável”. Para ele, se não for restabelecida a difusão de NTD TV na Ásia, o consórcio intergovernamental europeu será o “primeiro collabo [em alusão aos colaboracionistas com o nazismo] da nossa época, e encarnará a desonra das democracias moles que se abaixam”.

Para Repórteres sem fronteira, a medida da Eutelsat é fruto de uma decisão “premeditada e política”. Obviamente, para agradar à ditadura marxista. “Faltando, escreveu, poucas semanas para os Jogos Olímpicos a suspensão da NTDTV, uma cadeia que incomoda ao governo de Pequim, aparece claramente como um favor da Eutelsat para obter novos mercados”.

Nos tempos da falida ditadura soviética era freqüente o macro-capitalismo colaborar com a ditadura marxista a troca de vantagens. O sistema soviético mudou, mas o macro-capitalismo pró-comunista segue igual, ao menos no que se refere à China.


Sei que o blog 'Pesadelo chinês' é reprimido na China, mas quero receber atualizações gratuitas, sem compromisso, no meu Email

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Dramas ocultos por trás da modernidade da Olimpíada de Pequim

Estadio Olímpico de PequimA modernidade ovante dos estádios olímpicos de Pequim [foto] esconde desordens de pesadelo, informou o diário “La Croix”.

Pequim vive envolta numa nuvem de poluição e poeira que impede enxergar a mais de 100 metros, mas o governo decretou que o primeiro dia da Olimpíada deve ser ensolarado.

População see queixa de métodos danosos do governo para combater a poluição“Em Pequim, com 150 microgramas de poeira por metro cúbico, o governo considera o ar não-poluído. Em Paris, com 125 microgramas, aconselha-se as pessoas a ficarem em casa”, explicou Julien Chol, vendedor de máscaras anti-poluição.

A cidade de Pequim não é quase perceptível desde aviões e satélites a partir de pequenas alturas (foto embaixo).

A população se queixa de que o governo bombardeia as nuvens de poluição com substâncias químicas e que os habitantes passam mal há semanas por causa disso.

Massas de miseráveis que moram na rua para acabar as obras olímpicas serão expulsas sumariamente para não serem vistas pelos estrangeiros.

Pensar que embaixo dessa nuvem de poluição deveria se enxergar a grande capital chinesa...As fábricas pararão durante os Jogos para não asfixiar os atletas. O governo planeja draconianos rodízios especiais de carros. Milhões de habitantes poderão ficar impedidos de usarem seus carros.

Os controles policiais estão cada vez mais invasivos nas residências, inclusive dos estrangeiros.

Mais de um milhão e meio de pessoas foram desalojadas até pela violência da repressão, ameaças e prissões. O objetivo foi construir instalações olímpicas às pressas, ou simplesmente para que suas míseras casas não prejudiquem a imagem do comunismo que o regime quer passar, denunciou, por sua vez, o Centro de Direito de Moradia e Desapropiações com sede em Genebra.

O dia da inauguração deve ser azul. Ai de quem não o veja dessa cor!

Sei que o blog 'Pesadelo chinês' é reprimido na China, mas quero receber atualizações gratuitas, sem compromisso, no meu Email