O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

domingo, 25 de maio de 2008

Terremoto desvenda fragilidade do crescimento chinês


O terremoto que atingiu a Província de Sichuan, China, pôs a nu a inconsistência do crescimento chinês.

As escolas caíram como se fossem de papelão.

Dos 216 mil edifícios que desabaram no Sichuan, 6.898 eram escolas, muitas construídas recentemente.

Em Dujiangyan, há 900 estudantes soterrados.

Em Qingchuan, 270 crianças.

Em Wufu, a escola primária foi um dos únicos prédios derrubados matando 300 crianças.

Em Mianzhu há 1.700 alunos sepultados em 7 escolas, segundo a agência oficial “Nova China”.

Em Beichuan são pelo menos 700 os alunos sob os escombros, e o mesmo número em Hanwang.

O drama é multiplicado pela política de filho único, segundo o diário “Los Angeles Times”. No Sichuan, essa inumana política socialista era obrigatória para os pobres. A multa chegava a R$ 39 mil.

Perder o filho único provoca um trauma devastador. Mas o governo tem a insensível amoralidade comunista.

Han Jin, do Ministério da Educação, garantiu que a queda das escolas será investigada. Na China, a punição por negligência é a pena de morte, e facilmente se fuzila um “bode expiatório”.

Quero receber atualizações gratuitas, sem compromisso, no meu Email

segunda-feira, 19 de maio de 2008

NOSSO BLOG BLOQUEADO NA CHINA. TESTE CONFIRMA.

Para entender a logomarca das Olimpíadas
O WebSitePulse é um provedor independente capaz de monitorar a eficiência de um site e prevenir o risco de perda de conexões na Internet.

Ele fornece gratuitamente testes que permitem saber se um determinado site ou blog está podendo ser acessado ou não desde alguma parte do mundo.

O teste ao qual nos submetemos foi Website Test behind the Great Firewall of China .
Tinhamos tomado conhecimento dele por meio do excelente blog Sou conservador sim, e daí?

Já o suspeitávamos. O governo comunista chinês pratica a censura sistemática contra tudo o que o incomoda.

Mas o teste do WebSitePulse trouxe a confirmação.

Resultado do teste: O nosso blog ESTA BLOQUEADO NA CHINA. I. é, se um internauta quer nos acessar desde a China será impedido pela máquina repressiva.

A começar pela capital Pequim. O laudo técnico da WebSitePulse pode ser lido em http://www.websitepulse.com/tests/029076324112acf8.html.

Também nenhum internauta pode nos acessar desde Shangai segundo o teste cujo resultado pode ser lido em http://www.websitepulse.com/tests/fc687e3298c1b404.html.

Hong Kong é a exceção. Desde ali ainda é possível ler nossa opinião discordante da ditadura marxista e dos seus malefícios para o Brasil, para a Igreja Católica e para o mundo. O resultado do teste está em http://www.websitepulse.com/tests/11671e17435116f0.html.

Enquanto a China não cobre medidas mais explícitas e coercitivas dos seus correligionários ideológicos brasileiros do PT e da Teologia da Libertação, nosso blog com seus modestíssimos recursos continuará na sua linha católica anti-comunista, visando o bem do Brasil.

P.S: conferimos que o bloqueio chinês é discriminativo. Por exemplo pode se visualizar bem o site do PT (veja resultado). Também é bem visto o site do MST (veja teste). Tudo OK também para o site do CIMI (veja resultado).


Sei que o blog 'Pesadelo chinês' é reprimido na China, mas quero receber atualizações gratuitas, sem compromisso, no meu Email

Polícia e exército cercam santuários marianos

Sheshan, polícia impede subir ao santuário
Policiais, soldados e câmaras de espionagem fecharam o acesso à basílica de Nossa Senhora de Sheshan, perto de Shanghai.

É o maior santuário mariano da China, visitado todo ano por dezenas de milhares de fiéis, sobre tudo em 24 de maio, festa de Nossa Senhora Auxiliadora.

Policiais impedem carros e peregrinos de subir à basílica sem licença especial.

Os católicos não pedem essa autorização pois os registros podem ser usados “para nos reprimir após que a grande festa dos Jogos Olímpicos tenha terminado” declarou um católico fiel a Roma, e por isso perseguido.

Os restaurantes e hotéis da região foram interditados de acolher clientes.

Há um “brutal crescimento da febre securitária em torno dos santuários católicos” comentou o jornal “La Croix” de Paris.

As dioceses estão proibidas de fazerem romarias.

Sheshan, basílica mariana, ShangaiA famigerada Igreja patriótica (associação cismática ao serviço do comunismo) trabalha para sustá-las e convoca a rezar pelo sucesso das Olimpíadas!.

O governo alega “segurança” e perigo de “congestões” de público.

A verdade é que está apanicado com a idéia de que se patenteie o desacordo católico com a opressão socialista que afoga toda liberdade religiosa autêntica.

Nesta hora de Olimpíadas a ditadura trabalha ao máximo para enganar o Ocidente.

Sei que o blog 'Pesadelo chinês' é reprimido na China, mas quero receber atualizações gratuitas, sem compromisso, no meu Email

domingo, 4 de maio de 2008

Nas vésperas das Olimpíadas,crescem protestos


Aumentam os protestos contra a ditadura marxista chinesa.

No Tibet, a China está massacrando populares que querem recuperar a independência para seu país. A chama olímpica percorreu praças e ruas de Pequim, esvaziadas pela polícia para evitar protestos como o ocorrido no dia em que foi acesa.

Nas cidades por onde passou, manifestantes tentaram barrá-la.

Em Paris, a despeito de uma custódia de 3.000 agentes, a tocha teve que ser apagada duas vezes. [foto]

A chanceler alemã, Angela Merkel, não irá à abertura dos jogos por causa da violação dos direitos humanos na China. Intenção semelhante manifestou o presidente Nicolas Sarkozy, pois sabe que na França muitos querem o boicote político das Olimpíadas.

Mas o comunismo chinês usufrui de cumplicidades na mídia para tentar transformar o evento esportivo num imenso show de propaganda de fundo ideológico, como Hitler em 1936.