O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

domingo, 14 de julho de 2013

“A tarefa da policia é bater no povo” diz delegado a populares indignados

Video: delegado ameaça espancar populares. "Devolva meu celular" reclama mulher




“A tarefa da polícia é bater no povo”, berra o delegado a cidadãos desarmados que protestavam indignados contra a violência sofrida.

Vozes femininas berram: “devolva meu celular”. A confusão é tão grande que o tradutor não consegue acompanhar.

O fato foi gravado em Suzhou, na província chinesa de Jiangsu, tendo o vídeo ‘viralizado’ vertiginosamente, atingindo milhões de visualizações na Internet.


“Se a polícia não bate no povo, para que vamos mantê-la?” – pergunta ameaçadoramente o delegado. “A polícia e o governo são máquinas violentas”, acrescenta, numa tentativa de dispersar os cidadãos indignados.

“Devolva meu celular”, volta a bradar a mulher e a gritaria fica maior. Os rodapés em inglês no vídeo são do “South China Morning Post”, o mais antigo jornal de Hong Kong, ligado ao “The Wall Street Journal”.

“Nós dizemos a verdade. Os policiais são os assassinos [a mando] do governo”, escrevia um cidadão chinês no microblog Weibo (equivalente do Twitter).

O caso filmado teria começado quando um residente foi apresentar queixa na delegacia, mas a imprensa oficial silencia ex oficio os detalhes das ocorrências prejudiciais ao regime.

O “Nanfang Daily”, jornal oficial do Partido Comunista em Guandong, tentou abafar o caso com a orwelliana desculpa de que o delegado havia sido enviado para “refletir profundamente” sobre as imprudências que falou.

A violência policial é defendida nos livros escolares na China, e os manuais de treinamento ensinam aos oficiais que “a polícia é o instrumento do governo para praticar a violência”, explica Vicky Feng, jornalista residente em Hong Kong.

Nas redes sociais o argumento oficial foi objeto de riso de reprovação. Um fato tão escandaloso não se resolve com “reflexão” como num convento de freiras, mas com uma “investigação profunda” dos fatos.



2 comentários:

  1. Alexandre Isidorio Silva Vieira15 de julho de 2013 17:49

    É uma vergonha que ainda hoje existam pessoas vivendo tal situação.
    Volto a repetir:
    Me digam de que forma posso ajudar a amenizar a dor destas pessoas.
    Se preciso for me mandem videos, conversas, o que for que jogo na rede aberta também. Precisamos fazer alguma coisa contra toda esta canalhisse.

    ResponderExcluir
  2. acho bem que se revoltem !!! no meu país os policias portugal não tem esse direito de andar a bater nas pessoas sem mais nem menos isso aqui é considerado crime e é punido por lei

    ResponderExcluir