O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

terça-feira, 28 de maio de 2013

Heroísmo dos seminaristas chineses fiéis ao Papado

Num seminário "clandestino"
Num seminário "clandestino"
Tomás Zhang, seminarista católico chinês no exilio contou à InfoCatólica, que ele e seus oito companheiros de seminário “viveram, dormiram, comeram, estudaram e rezaram” num só quarto de poucos metros quadrados, se ocultando da polícia durante um ano e meio.

O regime comunista persegue os membros da Igreja Católica fiéis ao Papado.

InfoCatólica reproduz um outro testemunho impressionante. Um seminarista mantido no anonimato por segurança contou que quase 30 vocacionados procedentes de três regiões entraram no mesmo seminário.

Quase todos tinham 17. Eles viviam numa gruta num morro alto que foi cavada pelos seminaristas maiores e que também servia de capela, aula e refeitório.

terça-feira, 21 de maio de 2013

Coreia do Norte: tapeações paranoicas sob as ordens de Pequim

Centro espacial de Tongchang-ri. No fundo o Unha-3 apresentado aos jornalistas

O ditador comunista norte-coreano, Kim Jong-um ordenou, em meio a mil outras bravatas, preparar seus mísseis para atingir o continente americano e as bases dos EUA no Pacífico.

Mas, do que valem esses mísseis norte-coreanos, perguntou o diário francês “Le Monde”?

O jornal lembrou que, em 12 de fevereiro, a Coreia do Norte realizou um terceiro teste nuclear de potência bem superior aos dois anteriores.

Em 12 de dezembro de 2012, ela até conseguiu lançar um foguete Unha-3, o qual oficialmente visava pôr em órbita um satélite civil, mas todo o mundo achou que era mais um ensaio de um foguete balístico de longo alcance.

Sem dúvida, Pyongyang dispõe de um arsenal de algumas centenas de mísseis de curto, meio e longo alcance.

O Instituto Internacional para Estudos Estratégicos (IISS), “tanque de pensamento” de Londres, estimou que “a utilidade militar desse arsenal seria muito limitada por causa da fraquíssima precisão daquelas engenhocas”.

terça-feira, 14 de maio de 2013

Frotas pesqueiras chinesas pilham os oceanos do planeta, incluindo costas brasileiras

Pesqueiros chineses no porto de Haiku
Pilhagem dos mares. A expressão pode parecer por demais forte, decididamente exagerada e cheia de preconceito. Entretanto, ela foi lançada pelo cotidiano parisiense de tendência socialista Le Monde, próximo ideologicamente do regime de Pequim.

De fato, não há outra expressão para qualificar o gigantesco saqueio dos mares pelas frotas de pesqueiros chineses, segundo estudo internacional coordenado pelo renomeado biólogo Daniel Pauly, da Universidade de Columbia-Britânica.