O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Vigilância total da população se torna realidade na China

Luis Dufaur



O regime chinês está espiando cada cidadão chinês, incluindo os principais líderes do Partido Comunista Chinês (PCC), segundo um artigo do website chinês Creaders.net, sediado em Vancouver, que expõe o programa de espionagem nacional. A reportagem é de Joshua Philipp e foi publicada pelo Epoch Times.

O programa secreto, dirigido pelo Ministério da Segurança Pública do regime chinês, é chamado de “Megainteligência”.

A Rádio Som da Esperança (SOH) cita Wang Lijun, o ex-chefe da Secretaria de Segurança Pública de Chongqing, China, dizendo que o programa de vigilância leva 12 minutos para verificar todos os 1,3 bilhão de chineses, 4 minutos para verificar cada pessoa na lista negra da China, e 3,5 minutos para verificar a carteira de motorista de cada pessoa na China.

O programa está em operação há cerca de 10 anos e o regime chinês tem mantido sigilo total, segundo a SOH. E afirma: “Os especialistas acreditam que este projeto cobre todo o país.”

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Socialismo faz seu velho provérbio: “as más companhias são como um mercado de peixe; acabamos por nos acostumar ao mau cheiro”

A China só cumprirá compromisso contra emissões se lhe aprouver.. Mas cobrará o que Obama assinou molemente.
A China só cumprirá compromisso contra emissões se lhe aprouver.
Mas cobrará o que Obama assinou molemente.
Luis Dufaur


A reunião do Foro de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC), realizada na China no início de novembro (2014), teve um efeito colateral inesperado, pelo menos para quem não costuma acompanhar os fatos chineses.

Embora acabasse de assinar bombasticamente com os EUA um compromisso para reduzir a emissão de gases estufa, a China deixou claro que só cumprirá aquilo que lhe aprouver.

Mas, ao mesmo tempo exige, com a colaboração de líderes como Dilma Rousseff, que os EUA honrem o o compromisso. O que possivelmente o moleirão presidente Obama, signatário do documento, não deixará de fazer.

Para a reunião da APEC, a China mostrou como entende os acordos ambientalistas. Ela adotou medidas drásticas e indispensáveis durante a reunião para fingir que se interessa pelo meio ambiente mais do que pela hegemonia do socialismo.

Em Tangshan, imenso centro do aço mundial localizado a 170 km de Pequim, as fábricas reduziram seu ritmo, os veículos entraram em rodízio, e foram aplicadas excepcionais medidas antipoluição: fechamento de escolas, redução de atendimentos em hospitais, proibição das cremações nos cemitérios, noticiou o jornal parisiense “Le Monde”.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Mais um “milagre” da Reforma Agrária: degradou 40% das terras chinesas

Num grande vaso antigo vemos reproduzida
intensa atividade agropecuária,
charretes carregadas de produtos da terra,
grande atividade comercial e fluvial
numa natureza poeticamente preservada.
Luis Dufaur


Mais de 40% das terras aráveis chinesas se encontram degradadas após décadas de exploração socialista, deplorou a agência oficial de imprensa China Nova, citada pela agência Reuters.

O povo chinês é rico em qualidades dos mais variados tipos, as quais podem ser apreciadas em incontáveis e admiráveis obras de arte.

Nas refinadas cerâmicas, nas delicadas pinturas, nos maravilhosos marfins, podemos contemplar, descrita em seus menores detalhes, a vida agrícola chinesa de séculos passados.

Toda ela está impregnada de espírito familiar e senhoril.

Nessas imagens, vemos refletida uma arte realista e requintada, uma vida no campo farta, poética, de uma riqueza surpreendente.

E além de preservar como que por instinto uma natureza única, vemos o trabalhador chinês bem alimentado, contente, e paradoxalmente contemplativo e pletórico de bens.
Que espécie de feitiço caiu sobre essa nação a ponto de arrasar a própria terra?

A terra negra e fértil da província de Heilongjiang, no norte da China, diminui em extensão, diz a agência do governo.

As terras agrícolas do sul estão entregues à acidificação, acrescenta a agência, que cita por sua vez estatísticas do Ministério da Agricultura.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Destruição de igrejas: medo oficial da ira popular

Governo socialista ordenou limpar de cruzeiros o 'horizonte visual'
Governo socialista ordenou
'limpar' de cruzeiros o 'horizonte visual'
Luis Dufaur


No dia 15 de setembro, simultaneamente em três províncias chinesas distintas, duas igrejas católicas foram demolidas e uma terceira teve a cruz arrancada de sua torre. O pretexto foi um plano de desenvolvimento comercial, segundo esclareceu a agência “AsiaNews”.

Em Jinxi, província de Hunan, o pároco tentou impedir o crime sacrílego, mas foi amarrado e levado preso. Por sua vez, na igreja de Nossa Senhora de Jindezhen, na província de Jiangxi, o pároco foi ludibriado e o guarda noturno raptado, só sendo liberado quando a igreja estava demolida.

Com efeito, agentes de Assuntos Religiosos do governo comunista convocaram o Pe. Dong Guohua, pároco de Jindezhen, para uma ceia onde seria discutida a reestruturação da paróquia de Nossa Senhora.

Como o local do encontro ficava muito longe, após longas conversações os agentes ofereceram ao pároco um quarto para dormir. Qual não foi a sua surpresa quando, acordado à meia-noite por uma chamada telefônica, foi informado de que a igreja não mais existia!

Em relato divulgado pela Internet, o guardião da igreja contou que, enquanto vigiava a entrada da mesma, foi sequestrado por desconhecidos. Após ameaçá-lo, eles o prenderam num carro e o abandonaram na madrugada do dia seguinte longe da igreja.