O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

terça-feira, 31 de maio de 2016

A Ressurreição de Cristo celebrada com heroísmo de mártires

O Pe. Dong Baolu celebra Missa para católicos clandestinos numa das muitas igrejas das 'catacumbas'
O Pe. Dong Baolu celebra Missa para católicos clandestinos
numa das muitas igrejas das 'catacumbas'
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs



Perto da metade dos católicos chineses não endossa a recusa da autoridade papal exigida por Pequim. Eles integram a chamada “Igreja clandestina” que vive sob a ameaça constante de invasão policial e até mesmo de prisão para fiéis e sacerdotes, constatou a revista “Time”.

Um fotógrafo estrangeiro viveu na China há oito anos e documentou a vida do rebanho “clandestino” de Hebei, que é guiada pelo padre Dong Baolu.

A metade da cidade outrora foi católica devido ao apostolado dos missionários estrangeiros, que difundiram muito profundamente a fé nas mais variadas localidades da China rural.

A revolução comunista de Mao Tsé-Tung em 1949 e as campanhas políticas de extinção dos opositores nas décadas seguintes deram um golpe tremendo no rebanho católico.

terça-feira, 24 de maio de 2016

China amordaça ainda mais as associações privadas

As associações civis agora ficarão sob o controle e administração da polícia.
As associações civis agora ficarão sob o controle e administração da polícia.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs



Desde o 1º de janeiro de 2017, as organizações sociais estrangeiras na China serão administradas e controladas pela policia socialista, que decidirá se aprova seu trabalho, podendo cancelá-lo se achar que ameaça a segurança nacional, informou a agência EFE reproduzida por “Clarín” de Buenos Aires.

A Assembleia Nacional Popular – ANP (parlamento chinês) aprovou a lei que “encurrala” a sociedade civil e terá grave impacto em muitos setores. Ela dificulta o trabalho dessas organizações e aperta o controle sobre suas atividades, membros e financiamento.

O golpe atinge de cheio os grupos religiosos e associações de caridade que são ajudados economicamente desde o exterior.

terça-feira, 17 de maio de 2016

Chineses pedem ao Papa que atue pelo fim da perseguição religiosa

O Cardeal Joseph Zen Ze-kiun lidera apelo ao Papa Francisco pelo fim da perseguição religiosa na China
O Cardeal Joseph Zen Ze-kiun lidera apelo ao Papa Francisco
pelo fim da perseguição religiosa na China
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs



O Cardeal Joseph Zen Ze-kiun, bispo emérito de Hong Kong, liderou nessa cidade uma manifestação de rua diante da representação oficial do governo de Pequim, pedindo o fim da perseguição aos cristãos e a concessão de liberdade religiosa.

Diante de 100 pessoas, o corajoso cardeal de 84 anos leu um comunicado onde se lê: “Diante de toda essa perseguição, não podemos nos considerar em segurança. Não podemos ficar indiferentes. Se nós silenciarmos, tornar-nos-emos cúmplices”.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Tráfico de vacinas vencidas e perigosas apavora população chinesa

O caso vinha de longe, mas os protestos foram tantos que o governo fingiu reprimir
O caso vinha de longe, mas os protestos foram tantos que o governo fingiu reprimir
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs



Milhões de chineses descobriram estarrecidos que estavam sendo vacinados com substâncias ineficazes e até perigosas, noticiou o jornal de Paris “Le Monde”. 

As autoridades chinesas anunciaram a prisão de uma farmacêutica e de sua filha que vendiam há cinco anos vacinas vencidas ou mal conservadas, avaliadas em 307 milhões de reais.

Tratava-se de 25 vacinas diversas, inclusive contra o pólio, a raiva, a hepatite B e até contra a gripe, segundo a revisa chinesa “Caijing”.

Só que a detenção acontecera há mais de um ano e, sem embargo, o tráfico continuou, até tornar-se público e notório. O governo socialista diz que agora deteve 130 membros da inescrupulosa rede.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Em plena África, Pequim sequestra cidadãos de Taiwan

J. Chiang, do partido KMT, exibe um vídeo com o sequestro de cidadãos taiwaneses
J. Chiang, do partido KMT, exibe um vídeo com o sequestro de cidadãos taiwaneses
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs



Taiwan acusou à China comunista pelo sequestro de 45 cidadãos taiwaneses que trabalhavam na Quênia e foram levados pela força para a China para serem investigados, denunciou o Ministério de Relações Exteriores em Taipei.

Taiwán considera o ato como um “sequestro” e elevou protestos contra o regime comunista chinês, escreveu o jornal espanhol “El Mundo”.

Oito cidadãos taiwaneses foram levados pela força à China no dia 8 de abril e logo depois mais outros 37. Em alguns casos os sequestradores usaram até gases lacrimogênios.

O diretor do Departamento para a Ásia Ocidental e África do Ministério de Relações Exteriores taiwanês, Chen Chun-shen, denunciou o aumento das prisões irregulares praticados por Pequim em outros países e sublinhou que “este caso viola gravemente os direitos dos cidadãos taiwaneses e fere os sentimentos de todos na ilha de Taiwan”.