O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

China beira a inadimplência e pode desencadear terremoto econômico planetário

Projetos concebidos sem relação com a realidade
Projetos sem relação com a realidade presagiam terremoto financeiro

O editor de economia da BBC, Robert Peston, investigou como a desaceleração econômica da China pode levar a uma 'terceira onda' da crise econômica que abalou o mundo em 2008, noticiou G1.

A cidade chinesa de Wuhan é um exemplo: cresceu mais do que qualquer outra cidade do país nas últimas três décadas.

Mas hoje é o símbolo que o “milagre” econômico chinês beira o fim com sério risco para os mercados mundiais.

O prefeito de Wuhan, Tang Liangzhi, gasta quase R$ 800 bilhões na tentativa de transformar a cidade – 10 milhões de habitantes – querendo construir uma megametrópole que dispute com Xangai o segundo lugar entre as cidades chinesas.

Em Wuhan se constroem centenas de edifícios residenciais, anéis viários, pontes, ferrovias, um sistema de metrô e um aeroporto internacional, entre outras coisas mastodônticas.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Vítimas de tortura revelam lado obscuro da China

Ex-prisioneiros de 'campos de re-educação pelo trabalho'
Ex-prisioneiros de 'campos de reeducação pelo trabalho'
O cabelo da Sra. Zhu Guiqin, 50, não cresce mais pelas pancadas com cassetetes elétricos que recebeu durante anos num ‘campo de reeducação’, as prisões extrajudiciais que o governo chinês anunciou que abolirá, mas que na realidade só mudarão de nome, noticiou a “Folha de S.Paulo”.

Zhu falou à imprensa com o olhar perdido. Ela não consegue explicar sua história sem dar saltos no tempo, após tantos traumatismos.

Ela relembra os 13 dias que permaneceu com os braços atados em um ângulo de 90 graus, ou os seis meses em que viveu enclausurada em um cubículo, na mais absoluta escuridão, que também era sua latrina.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Produtos químicos nocivos até em roupinhas para crianças

Substâncias químicas tóxicas em roupas para crianças feitas na China
Substâncias químicas perigosas foram detectadas em roupinhas para crianças fabricadas na China e vendidas por grandes marcas do Ocidente como Disney, Burberry ou Adidas.

A ONG Greenpeace explicou ter submetido a analise 82 artigos de 12 marcas tendo encontrado em cada uma delas produtos químicos nocivos, noticiou “Libération”.

Entre os elementos de vestuário envenenados figuravam igualmente produtos das grifes Nike, American Apparel, C&A e Gap.

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Ditadura mantém “goulag”, embora diga que o aboliu

Campo de trabalhos forçados em Kunming, província de Yunnan
Campo de trabalhos forçados em Kunming, província de Yunnan
A Assembleia Popular Chinesa, órgão político supremo em todo submissa ao Partido Comunista, anunciou a abolição dos “campos de reeducação pelo trabalho”, ou campos de concentração, no modelo hitlerista ou estalinista para suprimir os dissidentes, escreveu o jornal francês “Libération”.

“Por volta de 160.000 pessoas estavam no momento presas em entre 250 e 3300 desses campos disseminados pelo país, sem julgamento e por mera decisão administrativa ou policial”, explicou Nicolas Bequelin, da organização americana Human Rights Watch (HRW).

Esse sistema carcerário foi instaurado por Mao Tsé Tung em 1957, com a finalidade de “reeducar” os “intelectuais de direita”.

Já no início os condenados podiam ficar presos sem limite de tempo, mas nos anos 80 as penas foram reduzidas no papel a um máximo de quatro anos.

Na prática, bispos e padres passaram décadas presos, e nem se sabe se alguns ainda estão com vida nesses campos de horror.