O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

terça-feira, 10 de maio de 2016

Tráfico de vacinas vencidas e perigosas apavora população chinesa

O caso vinha de longe, mas os protestos foram tantos que o governo fingiu reprimir
O caso vinha de longe, mas os protestos foram tantos que o governo fingiu reprimir
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs



Milhões de chineses descobriram estarrecidos que estavam sendo vacinados com substâncias ineficazes e até perigosas, noticiou o jornal de Paris “Le Monde”. 

As autoridades chinesas anunciaram a prisão de uma farmacêutica e de sua filha que vendiam há cinco anos vacinas vencidas ou mal conservadas, avaliadas em 307 milhões de reais.

Tratava-se de 25 vacinas diversas, inclusive contra o pólio, a raiva, a hepatite B e até contra a gripe, segundo a revisa chinesa “Caijing”.

Só que a detenção acontecera há mais de um ano e, sem embargo, o tráfico continuou, até tornar-se público e notório. O governo socialista diz que agora deteve 130 membros da inescrupulosa rede.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Em plena África, Pequim sequestra cidadãos de Taiwan

J. Chiang, do partido KMT, exibe um vídeo com o sequestro de cidadãos taiwaneses
J. Chiang, do partido KMT, exibe um vídeo com o sequestro de cidadãos taiwaneses
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs



Taiwan acusou à China comunista pelo sequestro de 45 cidadãos taiwaneses que trabalhavam na Quênia e foram levados pela força para a China para serem investigados, denunciou o Ministério de Relações Exteriores em Taipei.

Taiwán considera o ato como um “sequestro” e elevou protestos contra o regime comunista chinês, escreveu o jornal espanhol “El Mundo”.

Oito cidadãos taiwaneses foram levados pela força à China no dia 8 de abril e logo depois mais outros 37. Em alguns casos os sequestradores usaram até gases lacrimogênios.

O diretor do Departamento para a Ásia Ocidental e África do Ministério de Relações Exteriores taiwanês, Chen Chun-shen, denunciou o aumento das prisões irregulares praticados por Pequim em outros países e sublinhou que “este caso viola gravemente os direitos dos cidadãos taiwaneses e fere os sentimentos de todos na ilha de Taiwan”.