O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Multidão desafia repressão nas exéquias de sacerdote resistente e polícia fica intimidada

Bispo de Zhengding celebra funeral Pe Joseph Jia desafiando a polícia
Por volta de 10.000 fiéis despediram os restos mortais do Pe Joseph Jia Fuqian, tio do bispo “clandestino” – quer dizer, fiel a Roma que não aderiu ao cisma da Igreja Patriótica oficial comunista ‒ D. Julius Jia Zhiguo, bispo de Zhengding. O Pe Joseph morreu do coração e outras doenças com a idade de 88 anos.

Os fiéis vieram da provincial de Hebei e Estados vizinhos sob um frio de 2° graus centigrados.

O funeral foi realizado na catedral de Cristo Rei da cidade de Wuqiu, segundo informou a agência Union of Catholic Asian News. O rito foi celebrado pelo bispo perseguido, sobrinho do falecido sacerdote.

O Pe Joseph era venerado pelas suas virtudes e testemunhos de fé em meio à perseguição marxista. Esta tenta a todo o momento desviar os católicos da fidelidade íntegra à Cátedra de Pedro. Quer encaixá-los numa falsa “igreja” dita “oficial” ou “Patriótica” que é uma dependência burocrática da ditadura anti-cristã.

Velório Pe Joseph Jia20.000 católicos ao todo concorreram ao velório. Mons. Jia, 73, que vive na catedral sob vigilância continua da policia, celebrou os funerais assistido por 60 sacerdotes de Zhengding.

O governo ameaçou o prelado e os sacerdotes de não celebrarem a Missa do funeral. Exigiu que se limitassem a um enterro simples no cemitério.

A multidão presente tornou muito difícil um tentativo de repressão brutal. Sobretudo, quando os fiéis, saíram em procissão da catedral para o cemitério levando pelas ruas da cidade uma grande fotografia do defunto sacerdote.

O Pe. Joseph Jia nasceu num lar tradicional católico. Do seu clã, cinco jovens foram ordenados sacerdotes. Em 1958, ele recusou-se a aderir à Associação Católica Patriótica cismática e marxista, e que tem muitos paralelismos com a Teologia da Libertação. Ele fundou uma congregação religiosa masculina onde encorajava “as novas gerações a defender a fé”.

Sei que o blog 'Pesadelo chinês' é reprimido na China, mas desejaria receber atualizações gratuitas, sem compromisso, no meu Email

Nenhum comentário:

Postar um comentário