O Test behind the Great Firewall of China, confirmou mais uma vez que nosso blog ESTÁ BLOQUEADO NA CHINA. A máquina repressiva impede o acesso em Pequim (confira); em Shangai (confira); e agora em Guangzhou (confira). Hong Kong é a exceção (confira). Enquanto Pequim não cobrar medidas coercitivas dos seus correligionários brasileiros ou da Teologia da Libertação, este blog continuará na linha católica anti-comunista, pelo bem do Brasil. MAIS

quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Marketing do Partido Comunista irrita o povo

Na entrada de um bairro residencial um cartaz diz:
«Segue sempre o Partido». Foto Bitter Winter.
Luis Dufaur
Escritor, jornalista,
conferencista de
política internacional,
sócio do IPCO,
webmaster de
diversos blogs






Em todas as ruas das cidades e aldeias da China foram afixados faixas e pôsteres de todos os tamanhos e formas que glorificam o Partido Comunista. A principal mensagem é “ame o Partido, siga o Partido”.

Desde o início do ano (2019), várias administrações municipais na província de Henan, ordenam que empresas, áreas residenciais, escolas, postos de gasolina, templos e outros locais públicos exibam sinais com o slogan “Obedeça ao partido, siga o partido”.

Essa política não pode ser questionada e quem desobedece é punido.

Porém, a demonstração obrigatória de amor ao regime e a rápida multiplicação desses cartéis causaram grande ressentimento entre o povo, descreveu Bitter Winter.

Um morador de Huiguo, condado de Gongyi, inventou uma música que zomba do sistema totalitário do Partido Comunista.

Em maio, funcionários de comitê de bairro foram controlar que cada loja exibisse a bandeira nacional, executando a instrução “criar una cidade mais civilizada é, pôr o Partido Comunista no primeiro lugar e reforçar o patriotismo”.

O diretor do comitê do bairro ameaçou um proprietário: “se ele não exibir a bandeira, sua loja será fechada”.

Os trabalhadores a levantaram e o proprietário comentou ironicamente: “exibir a bandeira realmente tornará a cidade mais civilizada?”

Cartazes dizem 'Obedece ao Partido, vai atrás do Partido`' na entrada de todas as empresas em todo o país. Foto Bitter Winter
Cartazes dizem 'Obedece ao Partido, vai atrás do Partido`'
na entrada de todas as empresas em todo o país. Foto Bitter Winter
A campanha pela “cidade civilizada” inclui a repressão da religião por grupos especiais montados em cada comitê de bairro.

No final de maio, 16 municípios do condado de Anle, na província de Jiangxi, realizaram um evento para proibir a religião em escolas e lares.

As crianças da escola primária tinham que memorizar e recitar um juramento de “profundo amor ao Partido Comunista Chinês”.

Também foram ensinadas a “estarem prontas para contribuir para a causa do comunismo”.

Os estudantes que não conseguiam aprender o juramento de cor, em punição, foram forçados a copiá-lo dez vezes à mão.

Um pai de um aluno da primeira série disse que seu filho pequeno não podia memorizar o juramento porque estava cheio de caracteres que ainda não conhecia.

Alguns jardins de infância e escolas primárias do condado organizaram um Festival das Crianças em que os alunos foram forçados a assinar uma faixa antirreligiosa com as palavras “Respeite a ciência e se oponha a xie jiao (‘seita maligna’)”.



Crianças de jardim de infância juram lealdade ao Partido Comunista





Nenhum comentário:

Postar um comentário